DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS - 09/08

Precisamos falar sobre a diversidade, inclusão, cultura nativa e ancestral. Existem inúmeros pontos a se pensar a respeito, não somente hoje.

Uma data estabelecida pela ONU em 1995 a fim de fomentar a reflexão sobre as condições de vida, direitos dos povos, legado cultural e impacto negativo do desenvolvimento desenfreado.


Indígenas equivalem a 5% da população mundial: 370 milhões.

Aproximadamente, de acordo com o IBGE, no Brasil são: 900.000 indígenas, 305 etnias e 274 línguas.


Estima-se que, antes da invasão europeia em 1500, no Brasil havia cerca de 5 milhões de indígenas. Ao longo do tempo, prevaleceu o esquecimento e desvalorização da história desses povos originários. Foram deixados à margem da história.



“Hoje, pelo que eu observo, as terras indígenas são as mais conservadas porque eles não têm o mesmo pensamento dos latifundiários, que só pensam em lucrar. Eu ouço dizer que o indígena quer muita terra para pouco indígena. Mas, na verdade, é muita terra para só um latifundiário, onde ele desmata para poder lucrar.” Irineu Nje’a - Um dos membros fundadores da Araci Cultura Indígena, entidade sem fins lucrativos que tem por objetivo maior difundir e democratizar o conhecimento sobre a cultura dos povos indígena no Brasil

A Be.Sun veio quebrar um ciclo de desequilíbrio no consumo através da Construção Civil. Compreendemos que a diversidade cultural e ambiental brasileira deve ser preservada, valorizada, cultivada.

Não há mais como perpetuar o modelo de degradação, exploração e excessos em qualquer meio. Os recursos fornecidos pelo planeta estão além de escassos.


Cultive e replique a consciência.

RESPEITE NOSSA TERRA. VALORIZE A CULTURA NATIVA BRASILEIRA.



Esse conteúdo não acaba por aqui, continua aí a partir de você. Para isso, lhe trouxemos o seguinte questionamento: Como o seu consumo hoje, nos mais diversos setores, impacta na degradação, exploração de recursos, queimadas e desterritorialização indígena no Brasil?



Posts recentes

Ver tudo